A+ A-
Conselho de Portos
Conselho de Portos

Um novo ciclo de desenvolvimento da economia baiana não pode prescindir da recuperação da infraestrutura portuária. A Bahia, que é a 6ª maior economia do Brasil e a maior do Nordeste (responsável por 40% da corrente de comércio internacional da Região), não tem uma infraestrutura portuária compatível com a grandeza de sua economia. Por outro lado, a localização geográfica do estado e às características naturais da Baía de Todos os Santos oferecem condições propícias para o desenvolvimento de um complexo logístico portuário, com perfil de porto concentrador, operando grande número de linhas regulares para todos os continentes.

O Conselho de Portos foi criado para discutir e analisar os problemas do setor portuário da Bahia, avaliando os motivos pelos quais o setor não apresentou a mesma dinâmica da economia baiana das últimas décadas, tendo ficado defasado até mesmo em relação aos concorrentes regionais. O resultado das discussões está em apoiar a FIEB na elaboração de propostas estratégicas para os portos organizados da Bahia.

Contato: act@fieb.org.br

 

 


 

 

topo

acesso rápido