A+ A-

Notícias

sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Rumo a Kazan: Jovens baianos viajam neste domingo (18) para participar do WorldSkills

Daniela, Ítalo, Edmilson e Daniel embarcam com uma missão: trazer uma medalha para o Brasil da maior competição de educação profissional do mundo.

A espera acabou. Focados, mas bastante ansiosos, três estudantes do SENAI Bahia viajam, neste domingo, para São Paulo, de onde pegarão outro voo rumo a Kazan, na Rússia, cidade que vai sediar o WorldSkills 2019, entre os dias 22 e 27 de agosto. É a primeira vez que a Bahia participa da disputa internacional.

“O SENAI Bahia tem o reconhecimento de toda a sociedade pela qualidade da formação educacional que oferece. Então, eu me perguntava, porque não estamos nas competições internacionais? Dois anos depois, estamos na Rússia”, comemora o presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia, Ricardo Alban.

Alban e os meninos.jpg

Competidores e treinador foram recebidos pelo presidente da FIEB, Ricardo Alban, na sede da instituição. Fotos: Gilberto Júnior/Coperphoto/Sistema FIEB. 

Ele recebeu, na tarde desta quinta-feira (15), na sede da FIEB, os três estudantes e o treinador da ocupação mecatrônica, Daniel Amaral, que foi escolhido pelo SENAI Nacional como um dos seis Chefes de Equipe da seleção brasileira na competição.

O diretor do SENAI Bahia, Rodrigo Vasconcelos, revela que, há dois anos, a instituição passou a investir mais na competição, fazendo um trabalho paralelo com os talentos identificados. “Tínhamos excelentes resultados educacionais e fomos desafiados a mostrar toda a nossa qualidade nos resultados do WorldSkills. Todo o esforço deu certo e estamos muito orgulhosos”, conta.

“Sabemos que é uma responsabilidade grande, mas estamos preparados”, afirma Daniela Carneiro, 22, competidora na ocupação Tecnologia de laboratório Químico. A jovem de Conceição do Coité é aluna do curso técnico de Química no SENAI de Feira de Santana e graduanda em Química na Universidade Federal da Bahia (UFBA).

“O SENAI Bahia sempre acreditou na qualidade da formação que realiza, mas, quando o presidente voltou de Abu Dabi, há dois anos, ele nos desafiou a levar um baiano à WorldSkills 2019. Assumimos esta meta e iniciamos a preparação de alguns atletas, com treinamentos dedicados à competição”, disse Patrícia Evangelista, gerente de Educação Profissional da Instituição.

A dupla de competidores de Salvador, formada por Ítalo Gonçalves e Edmilson Souza, que disputam em Mecatrônica, também se mostra confiante. “Não aceito menos do que uma medalha”, desafia-se Ítalo. “Os últimos dois anos e meio das nossas vidas foram de preparação, mirando o WorldSkills”, acrescenta Edmilson.

Emocionada, a delegada técnica da equipe baiana, Fermanda Mikulski, ressalta que o momento é especial para a educação profissional do SENAI Bahia. “Esta conquista é fruto de um trabalho de muitas pessoas comprometidas. Vou acompanhar tudo daqui, torcendo todos os dias, e tenho certeza que o desempenho deles será muito bom”, celebra.