A+ A-

Núcleo de carreira profissional

Agora a sua empresa conta com o Núcleo de Carreira Profissional do SENAI para encontrar os melhores profissionais que cursam ou já estão formados nos cursos técnicos e superiores do Senai Bahia.

O Núcleo de Carreira Profissional do SENAI apoia a inserção profissional dos alunos e ex-alunos no mercado de trabalho, fazendo interlocução para divulgação de vagas de empregos e de estágio, desenvolvendo ações que garantam maior efetividade no relacionamento com as empresas.


Atividades do Núcleo de Carreira Profissional do Senai Bahia: 

 

  • Atendimento a empresa
  • Atendimento e orientação ao aluno e ex-aluno do Senai
  • Divulgação de vagas de empregos e elaboração de convênio de estágio
  • Visitas às empresas e prospecção de vagas de estágio e empregos
  • Banco de currículos (em elaboração)
 

 

1- O que é estágio?

Estágio é ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que visa à preparação para o trabalho produtivo de educandos que estejam freqüentando o ensino regular em instituições de educação superior, de educação profissional, de ensino médio, da educação especial e dos anos finais do ensino fundamental, na modalidade profissional da educação de jovens e adultos.

2- O que é estágio obrigatório?

É o estágio definido como pré-requisito no projeto pedagógico do curso para a aprovação e obtenção do diploma.

3- O que é estágio não obrigatório?

É uma atividade opcional.

4- Quem pode contratar estagiário?

Pessoa Jurídica de direito privado, órgãos da administração pública, profissionais liberais de nível superior, (devidamente registrados em seus respectivos conselhos podem oferecer estágio).

5- O estágio é uma relação de emprego?

Não. O estágio não caracteriza vinculo de emprego de qualquer natureza, desde que observados os requisitos legais, não sendo devidos encargos sociais, trabalhistas e previdenciário.

6- Quais os requisitos devem ser observados na concessão do estágio?

O cumprimento dos incisos estabelecidos no artigo 3º da Lei:

I - matrícula e freqüência regular do educando público-alvo da lei;

II - celebração do termo de compromisso entre o educando, a parte concedente do estágio e a instituição de ensino; e

III - compatibilidade entre as atividades desenvolvidas no estágio e as previstas no termo de compromisso.

7- Pode haver participação dos agentes de integração no processo de estágio?

Sim. Pode ocorrer por opção das instituições de ensino e das partes concedentes de estágio mediante condições acordadas em instrumento jurídico apropriado.

8- Qual a duração permitida para a jornada diária de estágio?

Até 6h diárias em fase escolar (30 horas semanais) Até 8h diárias após conclusão da fase escolar (40 horas semanais)

9- Qual o prazo de duração do estágio?

Até dois anos, para o mesmo concedente, exceto quando se tratar de portador de deficiência. (art.11 da Lei nº 11.788, de 2008).

10- O que é Termo de compromisso de Estágio?

É um acordo celebrado entre o educando ou seu representante ou assistente legal, a parte concedente do estágio e a instituição de ensino, prevendo as condições de adequação de estágio e a instituição de ensino, prevendo as condições de adequação do estágio a proposta pedagógica do curso, à etapa e modalidade da formação escolar do estudante e ao horário e calendário escolar.

11- Termo de Compromisso de Estágio pode ser rescindido antes do seu término?

Sim. O Termo de Compromisso pode ser rescindido unilateralmente pelas partes e a qualquer momento.

12- Quando o estágio será necessariamente remunerado?

Para o estágio não obrigatório é compulsória a concessão de bolsa ou outra forma de contraprestação que venha a ser acordada, bem como a concessão do auxílio-transporte. Para o estágio obrigatório, a concessão de bolsa ou outra forma de contraprestação e auxílio-transporte é facultativa. (art. 12 da Lei nº 11.788/2008)

13- De que forma poderá ser concedido o recesso ao estagiário?

Considerando que o estágio poderá ter duração de até 24 meses, e no caso de pessoa com deficiência não há limite legal estabelecido, entende-se que dentro de cada período de 12 meses o estagiário deverá ter um recesso de 30 dias, que poderá ser concedido em período contínuo ou fracionado, conforme estabelecido no Termo de Compromisso. O recesso será concedido, preferencialmente, durante o período de férias escolares e de forma proporcional em contratos com duração inferior a 12 meses (art. 13 da Lei nº 11.788/2008).

14- Quando o recesso será remunerado?

Sempre que o estagiário receber bolsa ou outra forma de contraprestação (§1º do art.13 da Lei nº 11.788/2008)

15- O estagiário tem direito ao seguro contra acidentes pessoais? Qual a cobertura do seguro?

Sim. A cobertura deve abranger acidentes pessoais ocorridos com o estudante durante o período de vigência do estágio, 24 horas/dia, no território nacional. Cobre morte ou invalidez permanente, total ou parcial, provocadas por acidente. O valor da indenização deve constar do Certificado Individual de Seguro de Acidentes Pessoais e deve ser compatível com os valores de mercado.

16- Quantos estagiários a parte concedente pode contratar?

Quando se tratar de estudantes de ensino médio não profissionalizante, de escolas especiais e dos anos finais do ensino fundamental, na modalidade profissional da educação de jovens e adultos, o número máximo de estagiários por estabelecimento concedente será calculado em relação ao quadro de pessoal da parte concedente do estágio nas seguintes proporções:

I – de um a cinco empregados: um estagiário;

II – de seis a dez empregados: até dois estagiários;

III – de onze a vinte e cinco empregados: até cinco estagiários;

IV – acima de vinte e cinco empregados, até vinte por cento de estagiários.

Observação: no caso de filiais ou vários estabelecimentos, o cálculo será realizado para cada um deles. Caso resulte em fração, poderá ser arredondado para o número inteiro imediatamente superior. (art. 17 da Lei nº 11.788/2008)

Para mais esclarecimentos acesse LEI Nº 11.788, DE 25 DE SETEMBRO DE 2008.

Insegurança, medo, dúvidas, ansiedade, sentimentos que se misturam na hora de procurar o primeiro emprego. Por onde começar? Essa é a primeira pergunta, e o primeiro desafio daqueles que estão em busca da primeira oportunidade de trabalho.

O primeiro passo é saber em qual área pretende atuar, pesquise, pois o conhecimento sobre a área de atuação é extremamente importante para traçar o caminho a ser percorrido, e para elaboração do currículo.

Sabendo quais as áreas de atuação e com o currículo pronto, o próximo passo é procurar as empresas que estão com vagas abertas. Internet, jornais, revistas e outros meios de comunicação serão fundamentais na sua busca.

Comece a encaminhar seu currículo para estas empresas, algumas disponibilizam cadastro de currículo pela internet, mas não deixe de reservar um pouco de seu tempo para entregar pessoalmente o currículo, mesmo não tendo vagas disponíveis no momento, vale a pena tentar. Pesquise também empresas de recursos humanos, essas são responsáveis pelo recrutamento e seleção para algumas empresas.

Outro fator predominante é usar seu networking, comente com as pessoas do seu círculo de amizades e que estão empregadas sobre seu interesse em trabalhar, este pode ser um caminho mais fácil na busca por emprego.

Mesmo que demore a chegar, o importante é sempre tentar. Procure fazer cursos, as empresas estão em busca de profissionais qualificados.

A entrevista de emprego é o passo decisivo para ingressar no mercado de trabalho, é, através dela, que o candidato tem a oportunidade de mostrar seus conhecimentos para seu futuro chefe. Mas, cuidado para não tornar esse momento importante em algo desagradável.

Antes da entrevista, atente-se para o planejamento e cuidado com alguns detalhes que podem influenciar na hora da decisão. Cuidado na hora de escolher o que vai usar, pois a aparência na entrevista pode fazer a diferença.

Para as mulheres, a atenção deve ser redobrada na hora de escolher roupas e acessórios. Nada de usar decotes, saia curta, bijuterias grandes e pesadas. Não use maquiagens carregadas e perfumes fortes. Lembre que você vai para uma entrevista de emprego e não para uma festa. Os homens devem manter a barba bem feita e cabelos arrumados. Nada de usar roupas despojadas e surradas, a dica é optar por calça social, com camisa social ou pólo.

Conhecer a história da empresa para a qual possa vir a trabalhar também é importante, pesquise seu histórico, qual a missão da mesma, e como ela é vista pela concorrência.

Procure relaxar no dia anterior à entrevista, deixe os problemas de lado, evite comer comidas pesadas e dormir muito tarde.

Mas atenção, de nada adianta vestir-se adequadamente e ter uma bela noite de sono se na hora da entrevista cometer deslizes que podem colocar sua oportunidade em risco. Procure evitar e colocar em prática alguns itens:

  • Chegue com 10 a 15 minutos de antecedência;

  • Trate todos com sorriso e educação;

  • Não faça perguntas a funcionários, referentes à empresa ou seus colaboradores;

  • Não mascar chiclete;

  • O celular deve ficar desligado ou no silencioso.

Ao ser encaminhado para a sala de entrevista, respire fundo e vá confiante. Ao entrar, peça licença, cumprimente os que tiverem na sala e aguarde o convite para sentar-se. Cuidado com as gírias e vícios de linguagem.

Caso já tenha trabalhado, fique atento para não falar mal da empresa ou chefe, afinal, você pode estar na frente de seu futuro chefe, e ele não vai gostar de saber que você tem o hábito de falar mal das pessoas e dos lugares para os quais já trabalhou.

Ao término da entrevista, mesmo que não tenha se saído bem, mantenha o sorriso e a simpatia, quem sabe não foi apenas uma impressão. Aguarde um contato da empresa e boa sorte!

COMO ESTÁ O SEU CURRÍCULO?

Documento é o primeiro contato com a empresa e deve ser bem elaborado, veja a opinião de especialistas sobre as curiosidades do assunto clicando aqui.

COMO VOCÊ ADMINISTRA SUAS REDES SOCIAIS?

Pesquisa mostra que um em cada cinco chefes já rejeitou candidatos a vagas de emprego após olhar perfis no Facebook. Clique aqui e saiba mais.

VOCÊ ESTÁ PREPARADO(A) PARA DINÂMICA DE GRUPO?

A dinâmica de grupo é um método muito utilizado para perceber o comportamento do candidato que busca uma vaga de emprego. Clique aqui e saiba como se portar nesta situação.

FAÇA SEU CURRÍCULO DE ACORDO COM A VAGA

Experiências anteriores, cursos, formação, idiomas. Afinal, o que devo colocar num currículo? Saiba como adequar seu currículo a vaga clicando aqui.

3 ÓTIMOS SITES PARA APRENDER LÍNGUAS ESTRANGEIRAS DE GRAÇA

Quer aprender uma língua estrangeira? Apresentamos três sites que oferecem cursos gratuitos e permitem praticar o idioma interagindo com outras pessoas. Veja estas e outras informações clicando aqui.

TOP 5 ERROS MAIS COMUNS NO CURRÍCULO

Que o currículo é fator determinante na seleção de um candidato a uma vaga de emprego você já está cansado de saber. Daí a importância de cuidar da qualidade do conteúdo. Para ampliar sua chance de ser chamado para uma entrevista, consultamos três especialistas em Recursos Humanos que apontam os principais erros que os profissionais cometem ao elaborar esse cartão de visita. Saiba mais clicando aqui.

 

carreiras_novo_ramal.png

 

topo