A+ A-

Notícias

quinta-feira, 8 de outubro de 2020

Embaixador da Índia visita a FIEB

Visita Embaixador India.jpg
Suresh k. Reddy foi recebido pelo vice-presidente da FIEB, Angelo Calmon de Sá Jr. e pelo superinendente da instituição, Vladson Menezes. Foto: Gilberto Jr. / Coperphoto/ Sistema FIEB.

 

Em visita oficial ao estado, o embaixador da Índia no Brasil, Suresh K. Reddy, se reuniu nesta quarta-feira, 07.10, com o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia e presidente do Conselho de Comércio Exterior (Comex) da FIEB, Angelo Calmon de Sá Jr. e o superintendente da instituição, Vladson Menezes.

No encontro, o vice-presidente da FIEB destacou o trabalho desenvolvido pelo Sistema FIEB para estimular e apoiar o ambiente de negócios e a indústria baiana, em especial o SENAI Cimatec. “Temos um centro de supercomputação que realiza pesquisa em diversas áreas como Óleo e Gás”, ressaltou Angelo Calmon de Sá Jr, sinalizando a possibilidade de parcerias na área de computação.

Já o embaixador indiano falou sobre oportunidades de parcerias e negócios entre os empresários do seu país e executivos baianos, em especial na construção de ferrovias, como a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). “Temos empresas especializadas nesta área e esta pode ser uma oportunidade”, pontuou Suresh K. Reddy, acrescentando que os investimentos no modal ferroviário podem contribuir para a descentralização da economia e o desenvolvimento do interior do estado.

O superintendente da FIEB, Vladson Menezes, explicou que no total o projeto da Fiol, que corta o estado da Bahia. “O primeiro trecho está 80% construído, mas ainda precisa ser finalizado. O trecho também está em execução e o terceiro trecho está em fase de planejamento”, comentou. O executivo também falou sobre os incentivos fiscais concedidos para empresas que se instalam na Bahia, citando o Programa Desenvolve.

 

Relações comerciais

Em 2019, as exportações baianas para a Índia totalizaram US$ 103,6 milhões. Entre os principais produtos comercializados pelo estado estão automóveis, manteiga, gordura e óleo de cacau, misturas de alquilbenzenos e cacau em pó. Em contrapartida, as importações de produtos da Índia somaram US$ 460,9 milhões. Entre os principais itens importados estão sulfetos de minérios de cobre, metanol, adubos e fertilizantes minerais químicos.