A+ A-

Notícias

quarta-feira, 1 de abril de 2020

Covid-19: Ministérios Públicos e FIEB unidos para elevar produção de álcool gel na Bahia

O Ministério Público do Trabalho (MPT), o Ministério Público estadual (MP-BA) e a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) estão unindo esforços para sensibilizar as empresas industriais baianas a direcionarem suas linhas de produção para a fabricação de álcool em gel ou líquido. Empresas com capacidade para adequar sua linha de produção podem obter de forma rápida e desburocratizada a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Um comunicado informando as regras simplificadas para a obtenção da autorização está sendo distribuída às indústrias que poderiam ajustar suas plantas para atender à grande demanda do mercado. “Trata-se de um esforço para sensibilizar os gestores e informar as facilidades oferecidas pela Anvisa para que empresas possam ser autorizadas de forma rápida a fabricar álcool para higienização”, explicou a procuradora Séfora Char, do MPT, que assina o comunicado junto com a promotora do MP-BA Patrícia Mendes e o presidente da Fieb, Ricardo Alban.

O cadastro pode ser feito apenas com o envio de um e-mail com a solicitação, acompanhada de alguns documentos. “Entendemos que é papel de todos os segmentos encampar ações de apoio ao combate à pandemia do coronavírus e em nome da FIEB faço um apelo a todos os empresários em condições de se associar a esta iniciativa”, destacou o presidente Ricardo Alban.

O documento está sendo expedido pelos canais diretos que a FIEB mantém com as indústrias do estado. Nele, além de descrever as facilidades para a obtenção de autorização para comercializar álcool de 50 a 70 graus, nas formas em gel e líquida, as três instituições destacam a necessidade de união da sociedade em torno do combate à pandemia. Desde que começaram a surgir os primeiros casos, o produto tornou-se raro nos pontos de venda por causa da forte demanda.