A+ A-

Notícias

sexta-feira, 12 de julho de 2019

FIEB e Sindpacel defendem punição dos responsáveis por ataques a funcionários vinculados à Veracel

Por mais segurança institucional para o setor produtivo

A Federação das Indústrias do Estado da Bahia e o Sindicato das Indústrias de Papel, Celulose, Papelão, Pasta de Madeira para Papel e Artefatos de Papel e Papelão (Sindpacel) manifestam repúdio e cobram das autoridades investigação dos fatos e punição dos responsáveis pelas agressões contra funcionários terceirizados e depredação patrimonial, ocorridas no dia 2 de julho, nas instalações das fazendas Sítio Esperança e Mutum, de propriedade da Veracel, na região sul da Bahia.

O Brasil vive há alguns anos uma crise econômica que afeta de forma sistemática o setor produtivo e se vê impedido de alavancar seu desenvolvimento em razão de fatores institucionais e falta de segurança jurídica, que travam investimentos. Fatos como os que ocorreram nas propriedades da Veracel contribuem para comprometer ainda mais este cenário, ao evidenciar a falta de segurança básica para as operações empresariais, colocando em risco não apenas os investimentos, como também a segurança das pessoas.

A indústria de papel e celulose reitera seu compromisso institucional de cumprimento rigoroso da legislação e das normas ambientais. Para isso, acompanha os mais elevados padrões internacionais de qualidade dos seus produtos e serviços, ancorada na inovação, no respeito às regras socioambientais buscando o desenvolvimento das comunidades das áreas no entorno de suas operações.

A cadeia produtiva do setor florestal-industrial na Bahia responde por um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 14,2 bilhões em 2018, representando mais de 5% do PIB estadual, o que demonstra sua relevância econômica para o estado.

Conclamamos os líderes da sociedade civil e autoridades governamentais para, unidos, buscarmos soluções para assegurar o desenvolvimento e o crescimento da Bahia e, por extensão, do Brasil para que fatos extremos de violência não mais se repitam.