A+ A-

Notícias

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Comitê FIEB da Cadeia Produtiva de Construção Do Estado da Bahia – CCPCEB Promove Discussão da Norma de Desempenho de Edificações (NBR 15.757)

A última reunião do Comitê FIEB da Cadeia Produtiva da Construção do Estado da Bahia (CCPCEB), ocorrida na segunda feira (24/09/18), foi marcada pela discussão da Norma Técnica de Desempenho da Construção, que traz uma verdadeira revolução nos conceitos sobre os requisitos mínimos de segurança para casas e edifícios residenciais. 

 

Esta norma foi publicada em julho de 2013 pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), e estabelece exigências de conforto e segurança em imóveis residenciais. Pela primeira vez, uma norma brasileira associa a qualidade de produtos ao resultado que eles conferem ao consumidor, com instruções claras e transparentes de como fazer essa avaliação.

 

As regras privilegiam os benefícios ao consumidor e dividem responsabilidades entre fabricantes, projetistas, construtores e usuários. Define que níveis de segurança, conforto e resistência devem proporcionar cada um dos sistemas que compõem um imóvel. A Norma Técnica de Desempenho da Construção é dividida em seis partes: uma de requisitos gerais da obra e outras cinco referentes aos sistemas que compõem a edificação (estrutural, de pisos, de cobertura, de vedação e sistemas hidro sanitários). Para cada um deles a norma estabelece critérios objetivos de qualidade e os procedimentos para medir se os sistemas atendem aos requisitos.

 

A Indústria da Construção brasileira está mudando seus parâmetros de qualidade e o entendimento do segmento é de que esta norma também vai funcionar como um impulso à indústria da construção, na medida em que promove a inovação no setor, podendo abrir uma nova oportunidade de negócios.

Segurança, acessibilidade, uso de materiais específicos e até de cores, são itens que passaram a ter relevância maior no projeto. Outra mudança que a norma traz é sobre a percepção da necessidade de maior diversidade de profissionais para compor o projeto, por exemplo: o desempenho térmico e de luminosidade não permitiam mais do que a escolha das cores atendesse somente o gosto de um profissional envolvido no projeto. Este item passou a ser muito mais importante por propor um estudo do entorno, para atender a exigências que não foram colocadas, relacionadas a conforto térmico e sombreamento.

A Norma Técnica de Desempenho é encarada, por muitos especialistas, como sendo o futuro da indústria da construção, pois induz o setor a ficar mais atento a questões não levadas tanto em consideração no passado, a exemplo de inovação, uso de novas tecnologias e capacitação técnica da cadeia produtiva da construção no Estado.

 

 

 

Fontes:

https://www.sindusconsp.com.br/norma-de-desempenho-impulso-para-a-construcao-civil/

http://www.caubr.gov.br/mudancasnormadesempenho/