A+ A-

Notícias

quarta-feira, 7 de março de 2018

Competitividade e sustentabilidade da indústria são prioridades no horizonte do Polo de Camaçari

Em lançamento de Agenda Comemorativa pelos 40 anos do Polo Industrial de Camaçari, realizado nesta quarta-feira (7), na FIEB, dirigentes do Comitê de Fomento Industrial de Camaçari (Cofic) destacaram que as ações planejadas têm como foco o aumento da competitividade da indústria baiana e a ampliação das cadeias produtivas do complexo nas próximas décadas.  

 

POLO Dentro.jpg

Lançamento reuniu jornalistas na FIEB. Fotos: Carlos Casaes / Ag. BAPRESS

Discutir as novas tecnologias no contexto da Internet das Coisas e da Indústria 4.0 é uma das premissas do programa comemorativo, assim com a realização de diagnósticos que contribuam para as transformações necessárias à sobrevivência de empresas no setor. Neste sentido, o superintendente do Cofic, Mauro Pereira, citou o estudo para identificar os principais desafios estruturais e tecnológicos da cadeia química-petroquímica, que está sendo realizado em parceria com o SENAI Cimatec. “O trabalho vai gerar uma análise e uma agenda propositiva que será entregue ao governo do estado em 05 de julho”, anunciou Pereira.  

 

Presentes ao lançamento, que reuniu jornalistas, o diretor da FIEB, Roberto Fiamenghi, e o diretor-executivo da Federação, Vladson Menezes, lembraram de outros projetos do Sistema Indústria em prol do desenvolvimento do Polo, adiantando a inauguração da Escola Técnica na nova Unidade do SENAI em Camaçari, que acontecerá em setembro deste ano, e do Cimatec Industrial, uma obra modular, que será entregue em etapas, a longo prazo. “O Cimatec Industrial vai agregar sinergias, oferecendo uma série de serviços e atuando em projetos multidisciplinares”, disse Menezes. 

 

História – O Polo nasceu essencialmente petroquímico, em junho de 1978. Mas cresceu e se diversificou ao longo do tempo, transformando-se no maior Complexo Industrial Integrado do Hemisfério Sul. Hoje, abriga mais de 90 empresas, não só nas áreas química e petroquímica, mas também de diversos outros segmentos produtivos como automóveis, pneus, fertilizantes, metalurgia do cobre, têxtil, celulose, fármacos, bebidas, serviços e energia eólica. Leia mais sobre o Polo e a Agenda Comemorativa em http://www.polo40anos.com.br/#!