A+ A-

Notícias

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Conheça as cinco tendências em alimentos e bebidas saudáveis

Dados da empresa de pesquisa de mercado Euromonitor International revelam que o segmento de produtos saudáveis está apresentando um crescimento superior ao das indústrias de alimentos e bebidas à medida em que os consumidores buscam alternativas mais naturais e funcionais. A especialista da consultoria em produtos saudáveis, Maria Mascaraque, destaca cinco tendências que estão moldando a indústria de alimentos e bebidas saudáveis.

1.    Cresce procura por alimentos livres de glúten e lactose

Os consumidores cada vez mais evitam os produtos lácteos, reduzem o consumo de glúten e abraçam produtos alternativos com origem vegetal, impulsionando a categoria de alimentos e bebidas “livre de”. A categoria, que apresentou o melhor desempenho entre todas as categorias indústria de alimentos e bebidas saudáveis nos últimos anos, é percebida como mais natural e saudável.

O desenvolvimento de novos produtos acelerou o crescimento desse tipo de oferta, com mais fabricantes entrando no espaço e inovando para atrair os consumidores. Novos ingredientes também entraram em cena, sendo que os grãos antigos um dos mais populares. Grãos antigos altamente nutritivos e versáteis como quinoa, amaranto, trigo sarraceno (também conhecido como trigo mourisco) e o trigo selvagem podem ser integrados em alimentos sem glúten ou alternativas livres de produtos lácteos.

2.    Busca por produtos naturais e seguros cria oportunidades para orgânicos

A popularidade dos alimentos orgânicos surgiu nos últimos anos à medida que os consumidores passaram a comprar produtos percebidos como mais frescos, naturais e sustentáveis. O segmento orgânico penetrou os lares na América do Norte e Europa Ocidental, apresentando taxas consistentes de crescimento. Isto impulsionou as vendas de empresas que produzem todos os tipos de produtos orgânicos.

Embora a oferta de produtos orgânicos esteja crescendo rapidamente, muitos consumidores ainda não entendem completamente o significado do termo orgânico, o que pode afetar o futuro do segmento. Isto possivelmente pode conduzir os consumidores para outras categorias que sejam mais facilmente compreensíveis, tal como produtos relacionados a clean label e bem-estar animal.

3.    Alimentos fortificados e funcionais crescem em mercados emergentes

Alimentos fortificados e/ou funcionais (aqueles que foram artificialmente aprimorados para fornecer uma funcionalidade) estão perdendo força no mundo ocidental porque são percebidos como artificiais e processados. 

Em mercados emergentes, contudo, a categoria oferece oportunidades como alternativa para minimizar as lacunas nutricionais. A Índia é um bom exemplo disso, já que muitas empresas de alimentos industrializados têm fortificado produtos como óleos, bolachas, alimentos infantis, e lácteos há anos. O setor continua registrando sólido em faturamento de vendas à medida que os consumidores estão dispostos a comprar esses produtos para adereçar questões de saúde.

Além disso, os probióticos continuam sendo um tema forte na região da Ásia-Pacífico, particularmente na categoria de iogurtes. Com o aumento da conscientização da população sobre a própria saúde além dos esforços dos fabricantes para promover os benefícios dos probióticos, o iogurte passou a ser considerado um produto saudável e benéfico para a saúde digestiva.

4.    Novas oportunidades em alimentos que estimulam a energia

Energia se tornou um elemento-chave nos estilos de vida contemporâneos dos consumidores. Eles estão adotando uma visão mais holística sobre que é ser saudável, afastando-se somente do conceito de controle de peso. Os consumidores reconhecem que há uma conexão implícita entre sua energia e os alimentos que ingerem, impulsionando o crescimento de alimentos com um posicionamento relacionado ao aumento de energia.

A barra energética, por exemplo, é uma das categorias mais beneficiadas por essa tendência. A energia natural proveniente de proteínas de origem vegetal e derivada de ingredientes clean label, como nozes ou ervilhas, provavelmente continuará a prosperar à medida que os consumidores procuram snacks naturais.

5.    Saudabilidade se torna um alvo dos clubes de assinaturas

A busca dos consumidores para simplificar, explorar e preservar o tempo fornece um longo caminho para novos canais de compra na indústria de alimentos. A disposição dos consumidores em gastar mais com produtos que poupem tempo impulsiona inovação e, juntamente com a abertura e flexibilidade que a era da internet trouxe, leva à atual e constante reinvenção do setor. Isto representa uma imensa oportunidade para modelos alternativos de negócio na indústria de alimentos, levando à ascensão dos clubes de assinaturas.

Os clubes de assinaturas de refeições voltados à saúde e bem-estar , tal como Sun Basket nos EUA e Mindful Chef no Reino Unido, estão em alta. Isto deve-se ao crescente número de inovações que visam consumidores que compram exclusivamente produtos orgânicos, sem glúten ou lactose, ou sem carboidratos refinado.

Fonte: Apex-Brasil